Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Furto evidenciou fragilidade de segurança, diz ministério

Ministério da Justiça divulga nota dizendo que furto de dados da Petrobras mostra falha de segurança

Agência Estado,

18 de fevereiro de 2008 | 16h58

O Ministério da Justiça informou nesta segunda-feira, 18, em nota oficial, que já estão em andamento as investigações sobre o roubo de quatro laptops com informações sigilosas da Petrobras. Segundo a nota, o crime evidenciou possível fragilidade do sistema de segurança para o transporte de informações reservadas. De acordo com a nota, nesta manhã os ministros da Justiça, Tarso Genro, e do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, general Jorge Felix, tiveram uma reunião com o diretor-Geral do Departamento de Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa e o Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência, Paulo Lacerda, para fechar colaboração na investigação sobre o "furto de materiais reservados de um contêiner" da Petrobras. Veja a íntegra da Nota: "NOTA À IMPRENSA SOBRE FURTO NA PETROBRASBrasília, 18 de fevereiro de 2008Hoje, dia 18, na parte da manhã, reuniram-se na sede da Agência Brasileira de Inteligência o Ministro da Justiça, o Ministro-Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, o Diretor-Geral do Departamento de Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa e o Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência,Paulo Lacerda. A reunião tratou do regime de colaboração entre a Agência Brasileira de Inteligência e a Polícia Federal na investigação do furto de materiais reservados de um contêiner da PETROBRAS. As investigações já estão em andamento e, independentemente da motivação do crime, elas revestem-se de importância, em funçãoda possível fragilidade do sistema de segurança para o transporte de informações reservadas, que o episódio evidenciou. Foi determinado, além da colaboração interna entre os dois órgãos de Estado, que a direção da PF credencie um responsável para informar à imprensa a respeito do andamento dos trabalhos, nos precisos limites em que tais elementos não prejudiquem as investigações e mantenham informada a sociedade brasileira. Outras informações que forem prestadas a respeito do tema não são de responsabilidade da Polícia Federal nem da Agência Brasileira de Inteligência. Tarso GenroMinistro de Estado da JustiçaJorge Armando FelixMinistro de Estado Chefe do Gabinete deSegurança Institucional da Presidência da República"

Tudo o que sabemos sobre:
PetrobrasFurto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.