Futuros do suco caem forte em NY com clima favorável na Flórida

Cenário: José Roberto Gomesa

O Estado de S.Paulo

29 de dezembro de 2012 | 02h07

Os contratos futuros de suco de laranja fecharam em forte queda ontem na Bolsa de Nova York. As cotações foram pressionadas pelo clima favorável na Flórida, principal Estado norte-americano produtor de citros. A expectativa, contudo, era de que a região fosse atingida por geadas nesta semana, o que prejudicaria os pomares locais. Como isso não ocorreu, a produção de laranja e, consequentemente, de suco não deve cair. As previsões meteorológicas, aliás, indicam que o atual quadro climático tende a se manter sem frio extremo nas próximas semanas. O contrato com vencimento em março da commodity caiu 4,02% e terminou em 126,50 centavos de dólar por libra-peso, o menor nível em quase três semanas.

Ainda em Nova York, as preocupações envolvendo o chamado abismo fiscal no país pesaram sobre os futuros de outras commodities agrícolas. O contrato março do café caiu 0,71% e encerrou em 146,85 centavos de dólar por libra-peso. O do açúcar teve ligeira queda de 0,15%, enquanto que o do algodão diminuiu 1,78% com sinais de enfraquecimento da demanda.

Em Chicago, os grãos oscilaram positivamente. O trigo liderou os ganhos após o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) informar a venda de 1,1 milhão de toneladas da safra 2012/13 na semana encerrada em 20 de dezembro, bem acima das expectativas do mercado, que variavam entre 500 mil e 700 mil toneladas. O contrato março ganhou 0,84%. Os mesmos vencimentos de soja e milho tiveram valorizações de 0,28% e 0,36%, respectivamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.