Efe
Efe

G-20 mostra preocupação com a desaceleração global

Rascunho de comunicado mostra que países podem anunciar novas medidas de estímulo para elevar a produção e proteger o sistema financeiro

O Estado de S.Paulo

26 Fevereiro 2016 | 12h55

Um rascunho do comunicado que o G-20, o grupo das 20 maiores economias do mundo, deve publicar ao final da reunião desta semana mostra que os países estão cada vez mais preocupados com a deterioração das perspectivas de crescimento mundial e podem, inclusive, anunciar novas medidas de estímulo para elevar a produção e proteger um sistema financeiro cada vez mais volátil.

"Os riscos e vulnerabilidades cresceram, incluindo temores sobre uma maior desaceleração na atividade econômica global", afirma o documento ao qual o Wall Street Journal teve acesso. "Para melhorar nossa capacidade de responder a esses riscos, nós exploraremos opções de políticas que podem ser tomadas pelos países do G-20 para apoiar o crescimento econômico e assegurar a estabilidade financeira".

Esta semana, o Fundo Monetário Internacional (FMI) alertou que pode rebaixar sua perspectiva para o crescimento global este ano, atualmente em 3,4%. Embora a revisão possa ser de apenas alguns pontos porcentuais, ela o aproximaria do limiar de 3% a partir do qual os economistas do  órgão sugerem que o mundo está em recessão.

O FMI, os Estados Unidos e outros países querem que o G-20 eleve seus gastos públicos e acelere reformas econômicas, temendo que a política monetária, sozinha, não consiga dar conta de apoiar o crescimento. (As informações são da Dow Jones Newswires).

Mais conteúdo sobre:
G-20 Fundo Monetário Internacional

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.