finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

G-24 culpa países ricos por fracasso em Cancún

O G-24, grupo que reúne 24 países em desenvolvimento, entre eles o Brasil, disse hoje que o fracasso da reunião da Organização Mundial do Comércio (OMC) em Cancún representa um "grande retrocesso para os objetivos do crescimento econômico e da redução da pobreza". "Esse é o resultado da resistência dos principais países desenvolvidos em remover as barreiras sobre as importações agrícolas e os subsídios concedidos aos seus produtores rurais", disse o G-24, em comunicado oficial, após se reunir em Dubai, durante a reunião anual do Fundo Monetário Internacional (FMI).O G-24 afirmou que a atual rodada de negociação multilateral de comércio deveria ser concluída dentro de seu cronograma oficial. "Os países ricos deveriam respeitar suas antigas promessas de abrir seus mercados para os países em desenvolvimento, retirar seus subsídios na agricultura e remover quotas e elevadas tarifas sobre setores como o têxtil e de vestuário." Os representantes dos países em desenvolvimento querem que as negociações da OMC seja retomadas rapidamente "e que sejam conduzidas de uma maneira consistente com o princípio de vantagem comparativa e das necessidades de desenvolvimento dos países".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.