coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

G-7 vai discutir acordo comerciais para impulsionar crescimento global

Autoridades de diversos países se mostraram inclinadas a focarem em comércio

Stefânia Akel, da Agência Estado,

09 de maio de 2013 | 16h38

LONDRES - Os ministros de Finanças do G-7 devem focar em acordos de livre comércio para apoiar a recuperação econômica global durante a reunião de dois dias que começa amanhã.

O ministro de Finanças do Reino Unido, George Osborne, destacou o "enorme arrependimento" relacionado ao colapso das conversas de Doha e frisou que os acordos de livre comércio são fundamentais para uma recuperação sustentável da economia global.

Durante a Conferência de Investidores Globais, o ministro de Finanças do Canadá, Jim Flaherty, a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, e o ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, também se mostraram inclinados a focarem em comércio.

"Acredito que precisamos garantir que os governos evitem o protecionismo e motivem o livre comércio, também em relação às moedas", disse Flaherty.

Lagarde concordou, lembrando que muitos países reverteram o rumo das negociações comerciais após a crise financeira global.

O livre comércio será debatido durante o encontro de dois dias de ministros de Finanças e banqueiros centrais do G-7, que começa amanhã em Aylesbury, ao norte da capital britânica. As informações são da Market News International.

Tudo o que sabemos sobre:
g-7livre comercio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.