G-8 vai convidar países emergentes em 2004 e 2005

A reunião de Evian poderá não ser a última vez que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva participará do encontro do G-8. Segundo informou diplomatas europeus e norte-americanos, os países emergentes deverão ser convidados a participar das próximas duas edições do evento, em 2004 e 2005. A informação também foi confirmada pelo presidente mexicano, Vicente Fox, que afirmou que os próximos organizadores do evento serão os Estados Unidos, no ano que vem, e a Inglaterra, em 2005. "O presidente George W. Bush já deu seu aval para que a reunião do G-8 tenha uma de suas sessões dedicadas aos países emergentes. O mesmo escutando do primeiro ministro Tony Blair, da Inglaterra", afirmou Fox. O que ninguém sabe dizer, por enquanto, é se a lista dos países emergentes será a mesma ou se haverá mudanças. "Estamos acreditando que o convite seja para os mesmos países, ainda que exista a possibilidade de que haja uma rotação entre alguns deles", afirmou Fox. Para muitos ativistas, porém, a manutenção dos convites para os próximos anos pode ser uma tentativa dos países ricos para garantir um certo nível de legitimidade ao grupo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.