Gabinete alemão concorda com planos de consolidação orçamentária

O gabinete da Alemanha aprovou nesta terça-feira os planos para acelerar a consolidação de suas finanças para os próximos anos, segundo afirmaram autoridades, sinalizando que está comprometido em aceitar a disciplina que solicitou de seus parceiros da zona do euro.

REUTERS

21 de março de 2012 | 08h24

Os planos orçamentários mostram que a Alemanha irá atingir sua meta de dívida -que prevê um corte no déficit estrutural de não mais de 0,35 por cento do Produto Interno Bruto (PIB)- dois anos antes do que o previamente esperado, 2014, e equilibrar o orçamento em 2016.

A Alemanha, a maior economia da Europa, tem sido persistente em seu esforço para fazer todos os países da zona do euro aderirem à sua tradicional meta de disciplina fiscal, incentivando reformas que têm sido duras para alguns parceiros que lutam contra suas dívidas.

Um dos resultados foi o compacto fiscal europeu, um tratado que todos os membros da União Europeia com exceção de dois aceitaram e que abrange uma meta fiscal no estilo alemão e permite que determinado país seja processado caso ignore as regras orçamentárias.

(Reportagem de Matthias Sobolewski)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROALEMANHAORCAMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.