carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Gabrielli: BC deve cuidar do impacto da capitalização

O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, disse hoje em entrevista coletiva que o Fundo Soberano poderá ser utilizado pelo governo federal para evitar que a capitalização da Petrobras traga forte impacto para o câmbio no País. Indagado sobre as possíveis medidas que deveriam ser tomadas para preparar o País para a forte entrada de dólares que deverá ser decorrente da capitalização da estatal, Gabrielli destacou que "cabe apenas ao Banco Central cuidar disso". "O controle do câmbio cabe somente ao Banco Central", afirmou, durante café da manhã com jornalistas na sede da estatal no Rio.

KELLY LIMA, Agencia Estado

07 de outubro de 2009 | 13h31

Gabrielli lembrou que o projeto de lei que tramita no Congresso visa apenas a cessão de barris do governo federal para a Petrobras. O comentário foi feito a partir de rumores do mercado de que a estatal constituiria um fundo internacional para gerir os recursos em dólar destinados à sua capitalização, usando estes recursos para as compras de equipamento que tradicionalmente já faz lá fora. "Não estudamos isso (a criação de um fundo próprio)".

"Os detalhes da capitalização serão discutidos em momento oportuno em nível de diretoria, conselho e em assembleia com acionistas", disse Gabrielli, destacando que estará em Brasília na próxima terça-feira, quando este assunto da capitalização será discutido no Congresso.

O diretor de Exploração e Produção, Guilherme Estrella, afirmou que a Petrobras e a Agência Nacional do Petróleo (ANP) estão analisando em conjunto as áreas fora da concessão em que vão perfurar para confirmar a existência dos cinco bilhões de barris que serão repassados à Petrobras. Segundo ele, a estatal deverá transferir para a ANP duas sondas que ela contratou para o pré-sal de Santos. "É claro que, se houve este deslocamento, vamos pedir para a ANP um prazo maior para as áreas para as quais seriam destinadas as duas sondas", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
Petrobrascapitalizaçãocâmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.