Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Gafe da segurança tumultua assembléia da Unctad

A equipe de segurança da 11ª Assembléia Geral da Conferência das Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento (Unctad) cometeu hoje mais uma gafe para colaborar com a série de trapalhadas que tem marcado o evento desde os preparativos, na semana passada.Dessa vez, seguranças da ONU, da Polícia Federal e da Polícia Militar de São Paulo bloquearam a saída de cerca de 500 pessoas, entre diplomatas, membros das delegações e jornalistas, no encerramento do painel "Alavancando o Investimento Direto para a Competitividade das Exportações", no auditório Elis Regina, no Anhembi, do qual participaram o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o secretário-geral da ONU, Kofi Annan, e o secretário-geral da Unctad, embaixador Rubens Ricúpero.Para isolar a área de saída do presidente brasileiro e as autoridades da ONU, a segurança bloqueou todas as saídas do auditório, inclusive as de emergência, aglomerando as pessoas e, mais uma vez, provocando irritação e discussões. Do lado de fora, os agentes da PF e da PM gritavam que a ação era legal, enquanto o público interno reivindicava a abertura imediata das portas. O episódio durou cerca de 30 minutos.Nesse momento, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva segue para o Fórum da Sociedade Civil, evento paralelo à Unctad, onde participará de debate.

Agencia Estado,

15 de junho de 2004 | 12h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.