Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Galp Energia nega interesse em fundir-se com Repsol

Companhia petrolífera de Portugal nega reportagem de jornal e diz que não fez nenhum contato com a Repsol

Marcílio Souza, da Agência Estado,

08 de agosto de 2008 | 11h33

A companhia portuguesa de petróleo e gás Galp Energia negou uma reportagem do jornal Diário Económico informando que o grupo estaria interessado em estreitar sua relação ou até mesmo em fundir-se com a Repsol YPF. A Galp disse em documento enviado a agentes reguladores que "não fez nenhum contato com a Repsol com o objetivo de promover uma fusão no setor de energia da península Ibérica". O comunicado da Galp foi divulgado após um pedido da CMVM, a CVM portuguesa, para que a companhia esclarecesse a reportagem. Representantes da Repsol recusaram-se a comentar o assunto. Analistas do banco BPI disseram em nota que uma possível fusão da Galp com a Repsol beneficiaria principalmente a segunda, porque a Galp já tem um "ótimo" portfólio de ativos no Brasil, enquanto a Repsol tem se esforçado para desenvolver o seu. O grupo português é parceiro da Petrobras em diversos campos de exploração da Bacia de Santos. O BPI, que atribui à Galp recomendação de compra e um preço-alvo de 17,3 euros, acrescentou que uma fusão "poderia despertar preocupações de concorrência em atividades de refino e comercialização na península Ibérica" por causa da posição dominante das duas empresas nos dois países. A consolidação do setor de energia na região ganhou força nas últimas semanas depois que a Gas Natural, empresa na qual a Repsol detém uma fatia de 31%, concordou em assumir o controle da Unión Fenosa.

Tudo o que sabemos sobre:
GalpRespolPetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.