Ganho dos fundos Petrobrás cai para 58%

O mau desempenho do mercado de ações nas últimas semanas afetou diretamente os fundos Petrobrás. A rentabilidade acumulada desde a sua criação em agosto de 2000, que já atingiu os 100% no mês de junho deste ano, caiu para 58% até o final do mês de setembro.De acordo com os dados da Associação Nacional dos Bancos de Investimento (Anbid), os fundos formados com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e os que investem os próprios recursos dos investidores apresentaram rendimento acumulado de, respectivamente, 58,36% e 58,14%. Em setembro, a queda foi de 10%.Ainda assim, a aplicação em ações da estatal for o melhor investimento em termos de rentabilidade do mercado, até mesmo em comparação com o dólar, que registrou um ganho de 50,51% desde agosto do ano passado. Ibovespa caiu 32,60% Os fundos Petrobrás foram amplamente afetados pelo desempenho negativo da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), já que a empresa é uma das mais importante na composição do Ibovespa, índice que mede a valorização das ações mais negociadas da Bolsa. Desde agosto de 2000, o índice acumula uma queda de 32,60%, sendo que só em setembro, a queda foi de 17,17%. As ações ordinárias (ON, com direito a voto) da empresa, que compõem os fundos, acumulam até setembro uma alta de 21,39% desde a época do leilão de privatização da estatal, quando eram negociadas a R$ 43,07. No último mês, a queda foi de 8,16%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.