Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Gás de Santos vai demorar para chegar ao consumidor

O diretor de exploração e produção da Petrobras, Guilherme Estrella disse hoje que a fase de avaliação dos 419 bilhões de metros cúbicos de gás natural descobertos na Bacia de Santos, no litoral paulista, levará de dois a quatro anos para ser concluída. Segundo ele, após este processo, será iniciada a produção, que também levará de dois a quatro anos. Diante destas estimativas ele avalia que o gás chegará ao consumidor em quatro a oito anos.Estrella disse que a estatal está investindo US$ 1,1 bilhão na melhoria dos gasodutos do País, o que contribuirá para a comercialização das novas reservas. Ele afirmou que a Petrobras ainda perfurará outros poços na área da descoberta em Santos, e que acredita na existência de mais gás no local do que o volume já anunciado. "Geólogo é sempre otimista", disse.BolíviaO diretor financeiro da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, disse que ainda não é possível adiantar possíveis implicações nas descobertas de gás natural em Santos para as negociações em curso entre o Brasil e a Bolívia. Apesar de admitir que a descoberta é um "novo fato" a ser considerado na negociação do contrato, ele disse achar muito precipitada qualquer perspectiva de alteração nas negociações."Não posso responder agora se vamos romper o contrato com a Bolívia no futuro por causa dessa descoberta. Isso depende das negociações em andamento com a Bolívia, da comercialização desse gás, de investimentos na distribuição e da criação de um mercado consumidor no Brasil", disse. No entanto, ele admitiu que a descoberta aumenta o poder de barganha do Brasil nas negociações.

Agencia Estado,

04 de setembro de 2003 | 17h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.