Gás ficará mais caro, diz Morales

O presidente da Bolívia, Evo Morales disse, na noite de quarta-feira, esperar que os governos da Argentina e do Brasil entendam "o pedido boliviano de melhorar os preços do gás".E prosseguiu: "Brasil e Argentina têm que aumentar o pagamento pelo gás que estão comprando, porque segundo o acordo, em 2004 deveriam revisar os preços, e lamento que os seus governos não tenham feito isto", afirmou Morales.As declarações foram dadas após uma reunião com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que viaja com ele, nesta manhã para Porto Iguazú, onde se avistarão com os presidentes do Brasil e da Argentina, para discutir o preço do gás e apresentar suas razões para a nacionalização de empresas petroleiras na Bolívia. As informações são da Agência Boliviana de Informações (ABI).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.