Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Gás natural fecha no nível mais baixo dos dois últimos anos

A cotação do gás natural fechou nesta segunda-feira em US$ 4,75 por milhão de BTU na Bolsa Mercantil de Nova York (NYMEX), o mais baixo nível nos últimos dois anos. A queda facilita a negociação da Petrobras com a Bolívia referente ao preço do gás boliviano, já que o argumento do governo do país vizinho era que o preço do gás estava muito abaixo do mercado internacional.A Petrobras argumenta que a referência de preços para o contrato entre as partes não poderia ser a cotação no mercado spot, mas os bolivianos contra-argumentavam que havia muita diferença entre os preços praticados no contrato com o Brasil. Em dezembro do ano passado, por exemplo, o gás natural bateu os US$ 15,378 por milhão de BTU, unidade de medida de poder calorífico do energético.Segundo um especialista que acompanha o mercado, a expressiva queda nos últimos dois meses reflete as perdas do hedge fund norte-americano Amaranth, que teria perdido cerca de US$ 6 bilhões com a queda das cotações do gás natural nas últimas semanas, a maior perda desde a quebra do fundo Long Term Capital Management (LTCM), em 1998.Com fortes perdas na carteira, o fundo estaria vendendo suas posições, afetando ainda mais o mercado. Além disso, o mercado se normalizou após o fim do inverno nos Estados Unidos e a reconstrução do sistema de abastecimento naquele país, afetado de forma expressiva pela furacão Katrina. Entre setembro e dezembro do ano passado, por exemplo, a cotação do gás natural na Nymex saiu do patamar de US$ 10 por milhão de BTU para US$ 15 por milhão em dezembro. Desde então, os preços têm caído de forma constante.

Agencia Estado,

25 de setembro de 2006 | 19h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.