Gasolina deve subir 2,5% para consumidor, prevê Fecombustíveis

A Federação Nacional do Comércio Varejista de Combustíveis (Fecombustíveis) calcula em 2,5%, ou R$ 0,054 por litro, o repasse do reajuste da gasolina para o consumidor. O cálculo foi feito com base em uma média nacional e pode variar entre 2,15% e 3,5% dependendo do Estado, já que as alíquotas de ICMS são diferentes. A entidade lembrou, por meio de sua Assessoria de Imprensa, que o preço do álcool anidro, que é misturado à gasolina, vem subindo e pode provocar um reajuste maior nos postos. Na última semana, o anidro subiu 10%, o que representa um impacto de 0,8% no litro da gasolina. No caso do diesel, a alta nas bombas será de 6,54%, ou cerca de R$ 0,10, segundo a Fecombustíveis. Hoje pela manhã, a Petrobrás anunciou reajustes de 4,2% no preço da gasolina e de 8% no preço do diesel.  Evolução do preço nas bombas         Gasolina (preço/litro)     Diesel (preço/litro)    janeiro 2,007  1,393   fevereiro 2,003  1,392   março 1,981  1,390   abril 1,972  1,387   maio* 1,983  1,389   junho 2,062  1,444   julho 2,107  1,497   agosto 2,127  1,495   setembro 2,124  1,493   outubro** 2,161  1,526   novembro 2,169  1,553   depois do reajuste*** 2,223  1,653  * Primeiro reajuste do ano **Segundo reajuste do ano *** Estimativa da Fecombustíveis

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.