Gasolina: distribuidoras reduzem preço

Três companhias distribuidoras de combustíveis divulgaram ontem queda de 4% a 4,5% nos preços da gasolina aos postos de combustíveis. Os anúncios estão sendo feitos antes mesmo do novo preço, com redução de 5,44%, entrar em vigor nas refinarias, o que acontecerá na próxima sexta-feira. A maior redução em São Paulo deverá acontecer nos preços cobrados pela Esso, em torno de 4,5%. O gerente de preços da empresa, Carlos Frederico Resende, garante que os novos preços começam a valer a partir de sexta-feira. A Ipiranga calcula que seus preços estarão 4,2% menores em São Paulo, o que deve representar um repasse de R$ 0,06 ao consumidor, segundo o gerente de relações setoriais da distribuidora, Alísio Vaz. "Claro que não podemos garantir, pois as reduções nas bombas dependerão dos donos dos postos. Mas acredito que vá acontecer."Já a Texaco, espera poder reduzir seus preços em 4%, na média da região. A expectativa do gerente de preços da empresa, Jorge Alberto Campos, é de que os novos preços passem a vigorar em meados da próxima semana.No dia 29, o governo já havia anunciado que os preços da BR-Distribuidora irão cair 4,2% em São Paulo. Nos outros Estados, os porcentuais fixados foram de 3,8% em Macapá; 4,4% no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte; 4,3% em Belém; e 3,9% em Recife.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.