Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Gasto com consumo nos EUA sobe 0,3% e renda pessoal cresce 0,4% em março

Índice de preços dos gastos com consumo pessoal (PCE) subiu 0,2% em março, ante fevereiro; Em bases anuais, o índice avançou 2,1%, um pouco acima da meta do Fed, de 2%

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

30 de abril de 2012 | 11h46

WASHINGTON - O gasto dos consumidores dos EUA subiu 0,3% em março, desacelerando de uma alta revisada para cima de 0,9% em fevereiro, que foi o maior ganho em quase dois anos e meio, afirmou o Departamento do Comércio. A renda pessoal aumentou 0,4%, oferecendo alguma esperança de recuperação dos gastos nos próximos meses. Os economistas ouvidos pela Dow Jones previam alta de 0,4% dos gastos e aumento de 0,2% da renda pessoal.

PCE

O índice de preços dos gastos com consumo pessoal (PCE) nos Estados Unidos subiu 0,2% em março, ante fevereiro, de acordo com o Departamento do Comércio. Em bases anuais, o índice avançou 2,1%, um pouco acima da meta do Federal Reserve (Fed), de 2%. O núcleo do índice, que exclui os preços voláteis dos alimentos e da energia, subiu 0,2% em março, em bases mensais, e aumentou 2% na comparação com o mesmo período do ano passado. Os economistas tinham previsto uma alta de 0,2% do núcleo do PCE em março, na comparação mensal.

O núcleo do índice PCE é o índice favorito do Fed para acompanhar a tendência dos preços nos EUA.

A taxa de poupança pessoal subiu para 3,8% em março, de 3,7% em fevereiro, em linha com nível mais baixo de poupança como porcentual de renda disponível desde o fim de 2007. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAPCEDepartamento do coméricoFed

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.