José Patrício/ Estadão
José Patrício/ Estadão

Gasto de brasileiro no exterior é o menor para outubro em três anos

Resultado de US$ 1,5 bilhão, divulgado pelo Banco Central, é 6% menor que o do mesmo mês de 2018

Eduardo Rodrigues, O Estado de S.Paulo

25 de novembro de 2019 | 11h48

BRASÍLIA - Os gastos de brasileiros no exterior somaram US$ 1,506 bilhão em outubro deste ano, informou nesta segunda-feira, 25, o Banco Central (BC).

O número representa uma queda de 6% frente ao mesmo período de 2018, quando as despesas lá fora somaram US$ 1,603 bilhão. Esse também foi o menor valor para meses de outubro desde 2016.

De janeiro a outubro deste ano, as despesas de brasileiros em outros países somaram US$ 14,849 bilhões, com queda de 4% frente ao mesmo período do ano passado (US$ 15,478 bilhões).

A queda de despesas de brasileiros no exterior, em outubro, aconteceu em um momento em que o dólar mostrou recuo momentâneo.

No mês passado, a moeda norte-americana recuou 3,5%, para R$ 4 (patamar ainda elevado frente aos anos anteriores), mas já voltou a subir em novembro. Nesta segunda-feira, 25, a cotação do dólar tem alta, tendo chegado à máxima de R$ 4,2133. 

Com o dólar alto, as viagens de brasileiros ao exterior ficam mais caras. Isso porque as passagens e as despesas com hotéis, por exemplo, são cotadas em moeda estrangeira. Comprar a moeda estrangeira também fica mais oneroso.

Além da taxa de câmbio, o nível de atividade, que tem impacto no emprego e na renda do brasileiro, também é outro fator que influencia o nível de gastos no exterior.

Gastos de estrangeiros no Brasil

Em outubro deste ano, os estrangeiros gastaram US$ 442 milhões no Brasil, com pequena queda frente ao patamar registrado no mesmo mês de 2018 (US$ 456 milhões).

De janeiro a outubro, informou a instituição, as despesas de estrangeiros no Brasil totalizaram US$ 4,972 bilhões, ante US$ 4,968 bilhões no mesmo período do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
dólar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.