Gastos com consumo sobem 0,5% dos EUA em agosto

Os gastos dos consumidores dos Estados Unidos subiram 0,5% em agosto ante julho, a maior alta em seis meses, embora esse crescimento reflita mais um avanço nos preços do que um aumento no consumo de outros bens e serviços. Descontando a inflação, os gastos subiram apenas 0,1% em agosto. O dado divulgado pelo Departamento do Comércio veio exatamente em linha com as previsões dos analistas ouvidos pela Dow Jones.

AE, Agencia Estado

28 de setembro de 2012 | 12h13

Os gastos dos consumidores respondem por dois terços da demanda na economia norte-americana. E o avanço nos gastos superou em agosto o crescimento da renda pessoal, que ficou em 0,1%, abaixo das previsões dos analistas, que esperavam expansão de 0,2%. Com isso, a taxa de poupança caiu para 3,7% da renda disponível em agosto, de 4,1% em julho.

Ao mesmo tempo, o índice de preços dos gastos com consumo pessoal (PCE, na sigla em inglês) - a medida preferida do Federal Reserve para inflação - subiu 0,4% em agosto ante julho, de acordo com dados divulgados hoje pelo Departamento de Comércio norte-americano. Em relação ao mesmo mês do ano passado, o PCE avançou 1,5% em agosto.

O núcleo do índice, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, aumentou 0,1% na comparação mensal, vindo em linha com a expectativa dos analistas, e 1,6% na comparação anual. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAconsumogastos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.