Juros

E-Investidor: Esperado, novo corte da Selic deve acelerar troca da renda fixa por variável

Gates é o mais rico do mundo; no Brasil, Eike Batista

A crise econômica mundial diminuiu o número de bilionários em todo o mundo e deixou os magnatas um pouco menos ricos, de acordo com a revista Forbes. A publicação listou 793 pessoas em sua lista de bilionários de 2009, 30% a menos do que em 2008. Esta é a primeira vez em que a lista diminui desde 2003.A riqueza total líquida dos bilionários caiu 46% neste ano, para US$ 2,4 trilhões e a fortuna de um bilionário médio ficou em US$ 3 bilhões, 23% a menos do que em 2008.Apesar de ter perdido US$ 18 bilhões de sua riqueza em relação ao ano passado, o cofundador da Microsoft, Bill Gates, desbancou o megainvestidor Warren Buffet e retomou o título de homem mais rico do mundo, com uma fortuna avaliada em US$ 40 bilhões.Buffett ficou em segundo lugar, com US$ 37 bilhões. Ele perdeu US$ 25 bilhões de sua riqueza em comparação a 2008 após as ações de sua empresa, a Berkshire Hathaway, terem perdido aproximadamente um terço do valor.O mexicano Carlos Slim Helu, que em 2008 ocupava a segunda posição no ranking, caiu para o terceiro lugar, após ter perdido US$ 25 bilhões das riquezas de 2008. O executivo-chefe da Oracle, Larry Ellison, é o número quatro.A lista de 2009 contém cidadãos de 52 países e de um principado. Os norte-americanos ocupam 10 das 20 primeiras colocações, em comparação a quatro no ano passado.O prefeito da cidade de Nova York, Michael Bloomberg, na 17ª posição, é o único dos 20 mais ricos do mundo que conseguiu aumentar sua fortuna. Bloomberg, que possui um salário de US$ 1 por ano como prefeito, foi beneficiado por uma reavaliação de sua companhia, Bloomberg LP. Ele também readquiriu uma participação de 20% em sua empresa do Merrill Lynch em julho por US$ 4,5 bilhões. A lista trouxe 32 russos neste ano, quase dois terços a menos do que em 2008. Anil Ambani, dono da indiana Reliance Infrastructure e 34º da lista, perdeu mais dinheiro do que qualquer bilionário do ranking - US$ 32 bilhões. Na lista de 2008, a fortuna de Ambani havia registrado o maior crescimento de todos.O magnata indiano do aço, Lakshmi Mittal, número oito da lista, perdeu US$ 25,7 bilhões no ano passado. O ex-presidente do American International Group (AIG), Maurice "Hank" Greenberg, o ex-presidente do Citigroup, Sandy Weill, e o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, estavam entre as pessoas que figuraram na lista da Forbes no ano passado mas que ficaram de fora neste ano. As informações são da Dow Jones.BrasileirosEike Batista, 52 anos, está no seleto grupo de 44 bilionários que conseguiu ampliar sua fortuna ao longo de 2008, segundo a revista Forbes. A fortuna do brasileiro é agora estimada em US$ 7,5 bilhões, um aumento de US$ 900 milhões em relação ao ano anterior. Eike, o brasileiro mais rico, ocupa a 61ª colocação na lista dos mais ricos do mundo divulgada pela revista. Outros 12 brasileiros aparecem no ranking. Joseph Safra, 70 anos, vem logo a seguir de Eike, com a 62ª maior fortuna, US$ 7 bilhões. Jorge Paulo Lemann, com US$ 5,3 bilhões, é o 92º. Na 196ª colocação aparece Aloysio de Andrade Faria, com US$ 3,1 bilhões. Dorothea Steinbruck e família, com US$ 3 bilhões, estão em 205º lugar. Antonio Ermírio de Moraes e família, com fortuna de US$ 2,8 bilhões, ocupam a 224ª colocação. Marcel Herrmann Telles é o 285º mais rico do mundo, com US$ 2,4 bilhões. Moise Safra, com US$ 2,1 bilhões, é o 318º. Os brasileiros ainda são representados por Carlos Alberto Sicupira (318º lugar na lista), com fortuna de US$ 2,1 bilhões, e Abílio dos Santos Diniz (468º), com US$ 1,5 bilhão. Guilherme Peirão Leal, com US$ 1,2 bilhão, e Antonio Luiz Seabra, também com US$ 1,2 bilhão, estão empatados em 601º lugar. Julio Bozano, com US$ 1,1 bilhão, é o último brasileiro no ranking da Forbes, aparecendo na 647ª colocação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.