coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Gazprom ameaça cortar fornecimento de gás à Ucrânia

A gigante de energia russa Gazprom ameaçou cortar novamente o fornecimento de gás para a Ucrânia no dia 8 de março, se o país não pagar US$ 400 milhões em novas dívidas, informou nesta quinta-feira o jornal russo Kommersant.O chefe do departamento financeiro da Gazprom, Andrei Kruglov, expressou durante reunião do conselho de diretores realizada ontem seus temores sobre a capacidade da Ucrânia de pagar suas contas de fevereiro."Se os US$ 400 milhões não foram pagos no dia 7 de março, iremos cortar mais uma vez o fornecimento de gás ao país no dia 8", disse Kruglov, segundo um participante do encontro não identificado pelo jornal.A Rússia interrompeu o fornecimento de gás para a Ucrânia no dia do ano-novo, após o não pagamento das dívidas e da adoção dos novos preços do gás, um movimento que desencadeou a pior crise de energia da Europa.Vários países europeus descobriram mais tarde que o fornecimento de gás da Rússia, que passa pela Ucrânia, tinha sido cortado em meio ao impasse, o que provocou furiosos protestos da União Europeia (UE). Os dois lados assinaram um novo contrato no dia 19 de janeiro e a Gazprom restabeleceu o fornecimento. Mas a empresa estatal ucraniana Naftogaz avisou na semana passada que poderia ter dificuldades para pagar a Gazprom, devido à "catastrófica" disseminação de contas não pagas entre seus clientes domésticos. A Ucrânia luta atualmente contra uma terrível crise econômica e pode não receber a próxima parcela de um empréstimo do Fundo Monetário Internacional (FMI) - sua principal receita externa este ano - devido a problemas no orçamento. As informações são da Dow Jones.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

26 de fevereiro de 2009 | 07h00

Tudo o que sabemos sobre:
gásGazpromUcrânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.