Gazprom retoma envio de gás à Europa pela Ucrânia

Na véspera, Moscou e Kiev haviam assinado novos contratos, válidos por dez anos, de fornecimento de gás

Efe,

20 de janeiro de 2009 | 07h04

A empresa russa Gazprom retomou nesta terça-feira o bombeamento de gás à Europa através da Ucrânia após 13 dias de total interrupção, informaram fontes da companhia. "O sistema de gasodutos ucraniano começou a receber gás russo às 10h24 em Moscou" (5h24 de Brasília), disse um representante da Gazprom na fronteira russo-ucraniana, citado pela agência oficial de notícias russa "RIA Novosti". De Kiev, fontes da companhia ucraniana Ukrtransgaz, confirmaram que o combustível começou a chegar aos gasodutos da Ucrânia, por onde passa 80% do gás que a Rússia exporta à Europa. "O gás começou a chegar, em particular da estação Sudzha. No momento estão se estabilizando as pressões dos encanamentos. É um processo lento", disse uma fonte da Ukrtransgaz citada pela agência de notícias russa "Itar-Tass". Na véspera, Moscou e Kiev haviam assinado novos contratos, válidos por dez anos, de fornecimento de gás à Ucrânia e de transporte à Europa do combustível russo por via de território ucraniano. Segundo a estatal ucraniana Naftogaz, os consumidores europeus começarão a receber o combustível russo dentro de 36 horas.

Tudo o que sabemos sobre:
gásRússiaUcrâniaEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.