GCE flexibiliza metas de consumo no verão

A Câmara de Gestão da Crise de Energia Elétrica (GCE) decidiu tornar mais flexíveis as metas de consumo de verão. Uma resolução da GCE publicada hoje permite que seja substituído um mês de consumo atípico por outro de consumo regular para efeito de cálculo da meta. Por exemplo, uma família que tenha saído de férias em janeiro deste ano, e por isso consumiu pouca energia no mês, pode considerar o que foi gasto em novembro de 2000 ou em março de 2001 e assim aumentar a média de consumo. A medida vale para aquelas pessoas que estão usando como base para o cálculo da nova meta de gasto de energia a média do que foi consumido em dezembro do ano passado e em janeiro e fevereiro deste ano, com a aplicação do redutor de 20%. A nova opção vale para os consumidores residenciais, comerciais e de serviços, que devem solicitar à distribuidora de energia a mudança dos meses de referência para cálculo da meta. É caracterizado como mês de consumo atípico aquele em que o gasto seja de, no mínimo, 30% menor que a meta mensal de consumo.

Agencia Estado,

14 Dezembro 2001 | 18h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.