Geithner: Banco da Inglaterra assumiu a responsabilidade de resolver problema

Geither era presidente do Federal Reserve de Nova York quando as autoridades americanas tomaram conhecimento das preocupações com a Libor, na primavera de 2008

Andréia Lago, da Agência Estado,

25 de julho de 2012 | 13h32

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Timothy Geithner, disse nessa quarta-feira que o Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) assumiu a responsabilidade de resolver os problemas relacionados com a manipulação da principal taxa de referência no mercado interbancário europeu após as autoridades americanas terem manifestado preocupação.

"Nosso primeiro instinto foi não apenas relatar (os problemas) às autoridades reguladoras dos Estados Unidos e às agências de fiscalização, mas também levar isso às autoridades britânicas", disse Geithner durante depoimento ao Comitê de Serviços Financeiros da Câmara nesta manhã.

"Nós achamos - e ainda acredito nisso - que era realmente responsabilidade deles resolverem isso", afirmou.

Os parlamentares do comitê questionaram Geithner repetidamente sobre sua resposta aos sinais de que a taxa interbancária de juros estava sendo manipulada pelos bancos. A Libor era usada para determinar o custo do crédito ao redor do mundo.

Geither era presidente do Federal Reserve de Nova York quando as autoridades americanas tomaram conhecimento das preocupações com a Libor, na primavera de 2008. Segundo o secretário, ele informou os reguladores dos EUA e ofereceu um conjunto detalhado de recomendações ao Banco da Inglaterra que, se adotado, ajudaria a reduzir as preocupações.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.