Geithner diz no G7 que todos devem manter os mercados abertos

O secretário de Tesouro dos Estados Unidos, Tim Geithner, disse neste sábado que os governos têm de responder com firmeza à pior crise econômica global em décadas e fixarem comprometimento com o livre comércio. Num comunicado depois de um encontro com outros secretários de Tesouro do G7 em Roma, Geithner afirmou: "Nós estamos enfrentando a mais profunda e vasta queda na atividade econômica já experimentada em décadas". Geithner, em sua primeira participação no cargo durante uma reunião do G7, também respondeu sobre as preocupações de que a recessão estaria gerando protecionismo. "Todos os países precisam sustentar um compromisso com o livre comércio e as políticas de investimento, que são essenciais para o crescimento econômico e a prosperidade", disse. Na noite de sexta-feira, o Congresso dos Estados Unidos aprovou um pacote de estímulo de 787 bilhões de dólares que exigirá que projetos públicos de infraestrutura usem o aço e bens norte-americanos sob uma cláusula do "Buy America" que está preocupando alguns membros do G7. (Reportagem de David Lawder)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.