Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Geithner responderá perguntas sobre falência do Lehman Brothers

Secretário do Tesouro dos EUA falará sobre as acusações de que o JPMorgan Chase & Co. retirou bilhões de dólares do banco de investimentos dias antes da falência, em 2008

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

20 de março de 2012 | 16h37

Advogados do secretário do Tesouro, Timothy Geithner, disseram que ele responderá perguntas dos credores do Lehman Brothers Holdings sobre alegações de que o JPMorgan Chase & Co. retirou bilhões de dólares do Lehman Brothers dias antes do banco de investimentos declarar falência em 2008, a maior da história dos EUA.

Em documentos apresentados ao Tribunal Federal em Washington na sexta-feira, os advogados do Departamento de Justiça disseram "que o secretário Geithner concordou em fornecer respostas escritas para as perguntas" do comitê de credores do Lehman Brothers relacionadas a discussões que ele possa ter tido sobre a condição financeira do banco nos dias que antecederam seu pedido de falência. Geithner era presidente do Federal Reserve de Nova York quando o banco faliu.

Os advogados dos credores do Lehman intimaram Geithner, bem como o então secretário do Tesouro, Henry Paulson, como parte de sua ação civil contra o JPMorgan Chase. O Lehman e seus credores afirmam que o presidente-executivo do JPMorgan, Jamie Dimon, e outros altos executivos do banco utilizaram conhecimento interno para tirar proveito do banco de investimentos, à medida que sua situação financeira piorou no final de 2008.

Paulson também chegou a um "acordo geral" para responder às perguntas da comissão, na forma escrita, em vez de testemunho ao vivo, de acordo com os documentos judiciais. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.