bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Genérico pode ser mais caro que remédio de marca

Os medicamentos genéricos estão completando dois anos de vida no País. Mas nem tudo é comemoração. Pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Defesa dos Usuários de Medicamentos (Idum) revelou que alguns medicamentos genéricos são até 183,80% mais caros que os remédios similares ou de marca.O principal exemplo desta diferença de preços é o genérico Cloridrato de Ciprofloxacino, do laboratório Rambax, que custa R$ 64,73. Este medicamento é 183,80% mais caro que o medicamento de marca correspondente, o Quinoflox fabricada pelo laboratório BiolaSanus, que custa R$ 22,80, segundo a pesquisa do IDUM. O estudo revelou também que 80 apresentações de genéricos, de 55 farmácias diferentes, estão com os preços mais altos que os remédios de marca correspondente. O coordenador do Idum, Antônio Barbosa, ressalta que esta diferença existe porque a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não monitora os preços, conforme determina a Lei 9.787/99, permitindo que os preços dos genéricos sejam comparados sempre com a marca mais cara e não com a mais barata disponível no mercado.Antônio Barbosa destaca também que as farmácias preferem vender ao consumidor os genéricos mais caros. "Os balconistas das farmácias costumam oferecer aos consumidores os genéricos com preços mais elevados. Isso acontece porque ainda falta informação ao consumidor", afirma. Deficiência nas informaçõesO coordenador do Idum avalia que a população de baixa renda não tem muito acesso à informação correta sobre a política dos genéricos. "Os consumidores de baixa renda, que deveriam ser os mais favorecidos com os genéricos, não tem informação adequada sobre estes medicamentos", avalia. De acordo com ele os medicamentos genéricos representam 5% do mercado e apenas 3% dos médicos prescrevem genéricos em suas receitas.A relação do médico com o paciente também é outro problema para o mercado de genéricos, segundo Antônio Barbosa. "Os pacientes devem exigir dos médicos a indicação de um genérico", recomenda. O coordenador do Idum também acusa as farmácias de não apresentaram aos seus consumidores uma listagem completa dos genéricos com preços.Confira no quadro abaixo as maiores variações de preços constatadas na pesquisa do Idum.Similar ou MarcaSimilar ou MarcaPreçoGenéricoPreçoVariaçãoQuinoflox 500mg(BiolabSanus)R$ 22,80Cloridato de Ciprofloxacino (Ranbaxy)R$ 64,73183,90%Oxatrat 10mg (Igefarma)R$ 1,27Diazepan (E.M.S.)R$ 3,52177,17%Quinoflox 250mg (BiolabSanus)R$ 15,04Cloridato de Ciprofloxacino (Ranbaxy)R$ 41,26174,34%Oxatrat 5mg (Igefarma)R$ 1,16Diazepan (E.M.S.)R$ 2,62125,86%Floxicam 20mg (Neo Química)R$ 4,42Piroxicam (Biosintética)R$ 9,10105,88%Glibex 5mg (Royton)R$ 2,21Glibenclamida (Biosintética)R$ 4,49103,71%Uni Cetotifen 1mg (União Química)R$ 10,28Fum. Cetotifeno (Medley)R$ 19,8793,29%Dopapress 500mg (Fármaco) R$ 5,61Metildopa (Biosintética)R$ 15,9189,18%Unoprost 2mg (Apsen)R$ 32,27Mesilato de Doxazosina (Merck)R$ 60,8788,63%Nalaprix 10mg (Royton)R$ 11,66Maleato de Enalapril (Apotex)R$ 21,2782,42%Helmicin 150mg(Sanval)R$ 11,99Fluconazol (Medley)R$ 20,6972,56%Trioxina 1g (União Química)R$ 22,24Ceftriaxona Sódica (Novartis)R$ 38,1171,36%Ceftriax 500mg (Sigma Pharma)R$ 8,01Ceftriaxona Sódica (Ranbaxy)R$ 13,6370,16%Micoless 20 mg (Sigma Pharma)R$ 3,33Nitrato de Miconazol (Cristália)R$ 5,5867,57%Doxilegrand 100mg (Legrand)R$ 12,08Cloridato de Doxiciclina (E.M.S.)R$ 19,5161,51%Fonte: Idum

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.