WERTHER SANTANA | ESTADÃO
WERTHER SANTANA | ESTADÃO

Geração de energia eólica cresce 461% em quatro anos

Matriz saltou de 2.177 gigawatts/hora (GWh) para 12.210 GWh anuais no período, puxada por Rio Grande do Norte, Ceará e Rio Grande do Sul, diz o IBGE

Vinicius Neder, O Estado de S.Paulo

23 Junho 2016 | 10h00

RIO - A geração eólica cresceu aproximadamente 460,9%, de 2010 a 2014, saltando de 2.177 gigawatts/hora (GWh) para 12.210 GWh anuais no período. Rio Grande do Norte, Ceará e Rio Grande do Sul, nessa ordem, são os Estados que dominam a geração de energia elétrica com a força do vento, segundo dados compilados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Nesta quinta-feira, o IBGE divulgou o estudo "Logística de energia: redes e fluxos do território", que compila dados de agências reguladoras e outros órgãos do governo ligados ao setor de energia.

Nos 14 Estados que possuem parques eólicos, o Rio Grande do Norte responde por 31,32% da "potência outorgada", conforme dados de 2015. Em seguida vêm Ceará, com 23,38%, e Rio Grande do Sul (19,43%). A Bahia responde por 16,86%.

Apesar do avanço, a energia eólica ainda tem participação pequena na geração total de energia do País, com 2,1%. A fonte de energia predominante é a hidrelétrica, que respondia por 63,2% da geração total em 2014.

Mais conteúdo sobre:
EnergiaEnergia Eólica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.