Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Gerador: cuidados com a segurança

O gerador de energia elétrica é uma boa saída, embora cara, para dias de apagão, racionamento ou corte de energia. Porém, o consumidor deve estar atento às medidas de segurança relativas a estes equipamentos. A maioria dos motores dos geradores é movida a diesel ou gasolina. O armazenamento do combustível, a instalação e manutenção dos geradores deve ser realizada por profissionais, como técnicos em elétrica ou engenheiros elétricos.O diretor de condomínios da Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios (AABIC), Cláudio Anauate, avalia que a instalação e a manutenção dos geradores de energia elétrica em condomínios merecem cuidados. "Para instalar o gerador é preciso um local adequado para evitar problemas acústicos e de trepidação do prédio", avisa.Anauate alerta que o condomínio deve ser projetado com um lugar específico para a instalação do gerador de energia. "Um prédio sem um lugar projetado para o gerador pode perder muitas vagas na garagem ou até área útil de lazer", explica.O diretor de condomínios da AABIC avisa que o gerador serve apenas para casos de emergência e segurança e não para racionamento de energia. O gerador serve para acender luzes de áreas essenciais de emergência e segurança como portões de entrada, portão de garagem, elevadores e para a bomba d´água que abastece todo o condomínio de água. O coordenador do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) do Inmetro, Alexandre Novgorodcev, concorda que os geradores para prédios residenciais não são capazes de alimentar todos os apartamentos, pois são programados para casos de emergência. "Instalar geradores para gerar energia para todos os pontos do condomínio pode sair muito caro", avisou.Abastecimento é perigosoAlexandre Sanches dos Santos, gerente de produtos e vendas da empresa Coleman, que produz geradores de energia elétrica portáteis, alerta que o abastecimento dos geradores também pode ser perigoso. "O combustível é altamente inflamável. Por isso, o consumidor não pode não abastecer o equipamento em funcionamento, devido ao risco de incêndios por faíscas", declara. O engenheiros mecânico da empresa Stemac Grupo de Geradores, Zenon Mereiles, aconselha o consumidor a comprar ou alugar o equipamento de empresas que sigam as normas técnicas de instalação elétrica. "Um bom equipamento tem painéis de controle fechados e isolados do motor. O tanque de combustível também deve ficar isolado do motor. Segundo Zenon, a instalação deve ficar por conta de eletricistas, engenheiros ou técnicos em elétrica.

Agencia Estado,

15 de junho de 2001 | 16h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.