Geradores auxiliam no racionamento de energia

A procura por geradores de energia elétrica aumentou com a possibilidade de cortes no fornecimento de energia. Os geradores a diesel são indicados para empresas que pretendem garantir seus níveis de produção. Já para o consumidor residencial, o ideal é o uso dos geradores portáteis. O uso e a manutenção dos equipamentos são caros, segundo especialistas do setor, sendo utilizados apenas em situações de emergência.A empresa Coleman possui uma linha de geradores portáteis com motores movidos a gasolina. Os geradores normalmente são de interesse de residências, clínicas e hospitais. Segundo Alexandre Sanches dos Santos, gerente de produtos e vendas da empresa, os geradores portáteis devem ser instalados em lugar arejado e numa caixa com isolamento acústico.A potência dos equipamentos varia entre de 1850 watts e 12 mil watts. Em geral, os modelos têm uma autonomia de 7 a 8 horas por tanque de gasolina. A capacidade dos tanques varia entre 3,5 e 35 litros. O equipamento de 12 mil watts tem um tanque de 35 litros, por exemplo. Entre os modelos mais vendidos está o Coleman Pulse 1850, com potência de 1850 watts, que custa R$ 1,8 mil. Se considerarmos que a gasolina custa cerca de R$ 1,60 por litro, o gasto do Pulse seria de R$ 5,60 por tanque. O gerador portátil Coleman Vertex 8000, com potência de 9600 watts, custa em média R$ 7 mil e Coleman Progen 300 - potência de 3625 watts - sai por cerca de R$ 2 mil. Para esses últimos, o gasto seria de cerca de R$ 24,00 por tanque.Depois das primeiras cinco horas de uso, o consumidor deve trocar o óleo do equipamento. A partir daí, se o uso for diário, a troca do óleo deve ser mensal. Alexandre explica que o consumidor deve realizar uma revisão mensal do equipamento para garantir um bom funcionamento. "O motor do gerador parece o motor de um veículo e precisa de uma revisão periódica para evitar problemas mecânicos e elétricos", avisa.Alexandre avisa que o consumidor pode ligar diversos aparelhos ao gerador portátil. "O consumidor deve levar em consideração a potência do aparelho. Um aparelho de 10 mil watts, por exemplo, tem capacidade para gerar energia para diversos eletrodomésticos que somem até 10 mil watts", exemplifica. O consumidor ainda vai ter que abastecer o gerador sempre que necessário.O diretor da Stemac S.A - Grupo Geradores, João Luiz Buneder, afirmou que houve um aumento na procura por geradores a diesel. Os geradores da Stemac são de uso residencial e industrial. Porém, os maiores consumidores, segundo Buneder, são mesmos as indústrias, que instalam grupos geradores que conseguem gerar energia para não atrapalhar a produção em caso de blecautes ou apagões. Já os geradores para prédios ou condomínios residenciais são utilizados como saída de segurança e emergência. Os grupos geradores da Stemac custam entre R$ 10 mil e R$ 500 mil, dependendo da sua potência. LocaçãoA Poit Energia também apurou um aumento na locação mensal de geradores a diesel. O diretor da empresa, Wilson Martins Poit, destacou que a procura por geradores cresceu cerca de 53% nos primeiros meses de 2001, com relação segundo semestre do ano passado. "O aluguel e a manutenção do gerador varia entre R$ 7 mil e R$ 50 mil por mês." O aluguel de um gerador de energia a diesel de 50 quilovolt-ampére (kVA) custa, em média, R$ 7 mil mensais. Já um gerador com uma potência 10 vezes maiores, de 500 kVA, sai por R$ 18 mil mensais. Os preços do aluguel são uma média do custo mensal para um prédio residencial ou uma empresa ou indústria, segundo Wilson Poit. "O equipamento precisa de uma manutenção mensal com combustível, mecânica e até da parte elétrica", explica.O diretor da Poit Energia credita o aumento da procura dos geradores à insegurança dos empresários e consumidores com os apagões e cortes de energia previstos pelo governo na campanha de racionamento. "As indústrias estão com medo de diminuir a produção. Já os consumidores residenciais temem por sua segurança e conforto e não querem ficar no escuro", avisou.Veja em matéria a seguir recomendações e dicas de segurança com a instalação de geradores de energia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.