Gerasul ampliou fornecimento durante blecaute

A pedido do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a Centrais Geradoras do Sul do Brasil (Gerasul) ampliou hoje à tarde seu fornecimento de energia. A companhia informou, por meio de nota, que seu fornecimento estava em 2.099 Megawatts médios às 13h34, quando foi detectado um problema no abastecimento de energia que atingiu três regiões. Às 14h03, a Gerasul já fornecia 3.627 MW médios."O incremento foi perfeitamente suportado pelas usinas do grupo e, à medida que o sistema caminhava para a normalização, a produção de energia por parte da Gerasul voltava aos patamares anteriores", descreveu a companhia na nota. Às 16h30, o fornecimento já estava em 2.435 MW médios. A empresa observou que não houve problemas nas usinas hidrelétricas. Contudo, na termelétrica de William Arjona (MS), o episódio levou à interrupção no fornecimento da unidade 1, de 40 MW.O trabalho dos técnicos da Gerasul permitiu sincronizar novamente a unidade às 14h25. A unidade 2 da usina (40 MW), que não estava em operação, foi acionada por orientação do ONS e entrou em sincronismo às 14h55. Um novo bloqueio do sistema levou à paralisação temporária das duas unidades às 15h06. Em seu comunicado, a Gerasul informou que até as 17h30 ainda não havia recebido condições técnicas para sincronizar as duas turbinas a gás.A companhia geradora acrescentou que uma alteração da freqüência no sistema Sul-Sudeste, que normalmente opera em 60 hertz, foi igualmente registrada no Complexo Jorge Lacerda (SC), onde a caldeira 7 da Usina Termelétrica Jorge Lacerda C (com capacidade de 363 MW médios) apresentou perda de pressão às 14h20, levando a Gerasul a suspender sua operação para análise.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.