Gerdau diz que não teme sucessão presidencial

O presidente do Grupo Gerdau, Jorge Gerdau Johannpeter, disse nesta quinta-feira não temer que a sucessão presidencial elimine os avanços da produtividade já ocorridos nos setores público e privado no País. ?Temer é uma palavra muito forte. As dificuldades são inerentes a qualquer governo?, disse.O empresário participou nesta quinta à noite, no Rio, de encontro como presidente do Conselho Superior do Movimento Brasil Competitivo (MBC). Foi a primeira reunião do grupo com empresários fluminenses. O movimento foi criado em novembro do ano passado e busca parcerias para desenvolver tecnologias de gestão consideradas eficientes em todo o mundo nos setores público e privado do Brasil.Para Gerdau, há hoje um ?grande potencial? de melhoria da qualidade e produtividade no Brasil, mas o processo é também ?uma missão com horizonte de dez anos?. Ele disse que já expôs os projetos do MBC para os candidatos à Presidência da República, que foram receptivos. ?O Brasil já está na economia internacional e tem que trabalhar no cenário mundial. É um processo irreversível?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.