Gerdau
Gerdau

Gerdau fecha 2017 com perda de R$ 339 milhões

Resultado ocorre em função de ajustes contábeis de ativos

Fernanda Guimarães, O Estado de S.Paulo

28 Fevereiro 2018 | 22h33

Em função de ajustes contábeis de ativos, a Gerdau a encerrou o quarto trimestre do ano passado com um prejuízo líquido de R$ 1,384 bilhão, ainda assim 55% menor do que a perda do mesmo trimestre do ano anterior, de R$ 3,074 bilhões. Em 2017, a Gerdau reduziu seu prejuízo em 88,2% ante um ano antes para R$ 339 milhões.

Sem o efeito de itens não recorrentes, a empresa teria registrado um lucro de R$ 262 milhões, revertendo. A receita líquida no quarto semestre somou R$ 9,817 bilhões. No ano, registrou R$ 36,918 bilhões, recuo de 1,9% em comparação com 2016.

Negócios. Em reunião realizada no dia 14 de fevereiro, o Conselho de Administração da Gerdau aprovou a venda dos complexos energéticos Caçu e Barra dos Coqueiros, no Estado de Goiás, para a Kinross Gold Corporation, por R$ 835 milhões. Os complexos são geradores de energia elétrica.

Em comunicado, a companhia informa que os complexos foram inaugurados em 2010, e têm capacidade instalada total de 155 MW.

++ Cade nega recurso da CSN no caso Arcelor

"Com a venda das hidrelétricas, damos mais um importante passo em nosso plano de desinvestimentos, em linha com a estratégia de focar nos ativos mais rentáveis no segmento do aço", afirma o diretor-presidente da Gerdau, Gustavo Werneck. Com essa transação, o valor econômico dos desinvestimentos da siderúrgica ultrapassa os R$ 6 bilhões nos últimos quatro anos.

Mais conteúdo sobre:
Gerdau

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.