Gerdau quer explorar minério de ferro na Bahia

O Grupo Gerdau quer explorar minério de ferro no sertão baiano. A empresa entrou com um pedido junto ao Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) da Bahia para pesquisar uma jazida do mineral na região de Jussiape, a 760 km de Salvador. Segundo Teobaldo de Oliveira Júnior, chefe do DNPM na Bahia, a empresa prevê investir US$ 20 milhões nessa fase de investigação. A Gerdau confirma o interesse, mas não dá detalhes sobre o investimento. A companhia informa que está fazendo estudos para avaliar a viabilidade econômica de instalar um empreendimento na área de mineração no local.A exploração de ferro na Bahia é parte de um plano estratégico da Gerdau. A companhia compra hoje 70% do minério que consome. Como o preço do ferro subiu 189% nos últimos cinco anos, todas as grandes siderúrgicas estão partindo para a auto-suficiência, seja por aquisição de minas já existentes ou descobertas de novas reservas, como é o caso de Jussiape.A Gerdau quer inverter essa conta até 2010. A meta é que, até lá, 80% do consumo saia das reservas próprias. No ano que vem, a relação deverá passar dos atuais 30% para 45%. A demanda da empresa é de 9,4 milhões de toneladas por ano. Suas reservas em Minas Gerais estão estimadas em 1,8 bilhão de toneladas de aço nas jazidas de Miguel Burnier, Várzea do Lopes, Gongo Soco e Dom Bosco - compradas da siderúrgica Barra Mansa, controlada pelo grupo Votorantim. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.