Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Gerdau quer produzir 80% do minério que consome

O presidente do conselho de administração da Gerdau, Jorge Gerdau Johannpeter, afirmou hoje que a companhia pretende alcançar uma produção de, pelo menos, 80% do seu consumo de minério de ferro nos próximos anos. Segundo o executivo, a produção própria hoje gira entre 20% e 30% da necessidade - neste ano deve alcançar 5,5 milhões de toneladas. "Estamos investindo para balancear essa relação". A Gerdau possui duas minas de onde extrai a matéria-prima.Segundo o executivo, que participa do Congresso da Indústria 2008, organizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), a decisão de atuar no segmento de mineração deve ser avaliada por cada empresa do setor. Na semana passada, o presidente da Vale, Roger Agnelli, criticou as siderúrgicas que estão aumentando a produção de minério. "É uma opção empresarial, assim como a Vale participa hoje de projetos siderúrgicos", disse Gerdau.Questionado sobre a possibilidade de nova rodada de reajuste do aço no mercado interno, o executivo disse que não há uma definição, já que novos aumentos dependem do cenário mundial. Ele explicou que o preço no Brasil acompanha as cotações internacionais. "No momento verificamos várias altas do aço no mundo e pode acontecer também no Brasil". Ele lembrou que a companhia já promoveu dois reajustes na primeira metade do ano, de 5% e 10%, respectivamente.Gerdau observou ainda que o ritmo de crescimento da China deve continuar forte, o que manterá pressão sobre as commodities. O presidente do conselho da Gerdau ressaltou que o Brasil tem a vantagem de ter excedente de produção de aço. Segundo ele, o País consome cerca de 22 milhões de toneladas por ano e produz entre 36 milhões e 37 milhões de toneladas. "O País tem elasticidade para ajustar sua exportação e atender um aumento de demanda no mercado doméstico".

BETH MOREIRA, Agencia Estado

12 de junho de 2008 | 13h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.