coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Gerdau revisa plano de investimentos

A crise financeira global levou a Gerdau a revisar seu plano de investimentos. Anteriormente, o grupo pretendia aplicar US$ 6,4 bilhões entre 2008 e 2010. Como a maior parte dos recursos será investida no Brasil, com custos em reais, a Gerdau corrigiu o valor pela desvalorização da moeda em 2008, que passou a US$ 5 bilhões, e alongou o prazo de aplicação para os próximos cinco anos. O grupo investiu US$ 1,4 bilhão em 2008. Descontado esse valor, restam investimentos de US$ 3,6 bilhões para completar até 2013 dentro do novo plano.A crise teve impacto direto nos resultados da empresa. No quarto trimestre, a Gerdau registrou lucro líquido de R$ 311 milhões, uma queda de 67,1% sobre o mesmo período de 2007. A empresa atribui a queda à redução das vendas de outubro a dezembro, ao ajuste do valor dos estoques ao preço de mercado e ao impacto da variação cambial sobre as dívidas contratadas em moeda estrangeira. O faturamento bruto cresceu 16% em comparação com o mesmo período de 2007, alcançando R$ 10,5 bilhões. Porém, mesmo com a piora de cenário no quarto trimestre, o faturamento de 2008 cresceu 36,7%, para R$ 46,7 bilhões, estimulado pelas condições de mercado de janeiro a setembro. O lucro líquido no ano subiu 14,9%, para R$ 4,9 bilhões.Junto com a antecipação de paradas programadas de manutenção, adoção de férias e revisão de investimentos, medidas adotadas para enfrentar a crise, a Gerdau negocia acordos com sindicatos de metalúrgicos para reduzir pessoal. O presidente do grupo, André Gerdau Johannpeter, disse que foram feitos acordos no Peru, Colômbia, América do Norte e em unidades brasileiras.A principal medida negociada é a suspensão temporária de quatro a sete meses nos contratos de trabalho, com pagamento de 40% a 60% dos salários, dependendo de cada negociação, disse o executivo. No Rio Grande do Sul, os metalúrgicos informaram acordo para suspender 120 contratos na unidade de Sapucaia do Sul.

Sandra Hahn, PORTO ALEGRE, O Estadao de S.Paulo

20 de fevereiro de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.