Gestão equivocada das carreiras cria falsos gestores

A abertura das opções de desenvolvimento das carreiras entre a vertente especialista e a generalista impõe a responsabilidade de as empresas identificarem as vocações dos colaboradores. "Em empresas pequenas e muitas vezes familiares, existe uma falha muito grande no desenvolvimento de carreira dos funcionários. Muitas vezes, cometem o erro de promover um técnico para uma área de gestão, perdendo esse profissional na função em que ele traz mais resultados", diz a vice-presidente da Sociedade Brasileira de Coaching, Flora

O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2014 | 02h12

Victoria. Para ela, o problema é menor entre as grandes organizações, com processos de recursos humanos mais consolidados.

"A empresa tem de ter políticas claras. E, ao longo do

desenvolvimento do profissional, fazer check points para saber onde encaminhá-lo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.