finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Gigante farmacêutica Teva quer investir no Brasil, anuncia Furlan

A gigante farmacêutica israelense Teva informou ao ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, a sua intenção de investir no Brasil. Nos próximos 30 dias, representantes do governo brasileiro e da empresa irão realizar reuniões para discutir a proposta de investimentos e os requisitos que o governo brasileiro deve atender para a concretização do negócio. Furlan está em Israel, desde a última sexta-feira, presidindo uma missão comercial brasileira naquele País.O ministro explicou, por telefone, à Agência Estado, que a presença da Teva no Brasil ainda é discreta. O projeto apresentado a Furlan prevê a instalação de uma fábrica de medicamentos genéricos e parte da produção será exportada para outros países. "É um programa ambicioso", disse o ministro. Representantes do Ministério da Saúde, que integram a missão, também participam das negociações. A Teva se tornou hoje a maior companhia mundial de medicamentos genéricos com o anúncio da compra da norte-americana Ivax Corporation por US$ 7,4 bilhões. O negócio uniu as duas maiores fabricantes de genéricos do mundo.O foco de produtos da Teva é para doenças que afetam o sistema nervoso central, enquanto o da Ivax são os problemas respiratórios e tecnologias referentes à inalação. Juntas, as empresas esperam que as vendas ultrapassem os US$ 7 bilhões. Ao anunciar o negócio, as empresas informaram hoje a intenção de aumentar sua presença na Américas latina e Central e no leste europeu.

Agencia Estado,

25 de julho de 2005 | 17h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.