Globalização aumenta desigualdades, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje, durante almoço oferecido ao presidente da Ucrânia, Leonid Kuchma, que a globalização está acirrando as desigualdades sociais e econômicas entre os países ricos e pobres. O mundo, segundo o presidente, vive marcado por turbulências políticas e ameaças armamentistas. "Copartilhamos por isso a defesa de uma ordem mundial regida pela observância do direito internacional e exercida por um sistema multilateral, equilibrado e justo", afirmou.O presidente ressaltou a importância de acordos comerciais do Brasil com novos mercados, como o ucraniano. Segundo ele, a Câmara de Comércio Brasil-Ucrânia deve incentivar a ampliação do intercâmbio comercial, que hoje é incipiente. Ele destacou a importância do acordo espacial que está sendo assinado entre os dois países para dotar de infra-estrutura a base de Alcântara, no Maranhão. Nos próximos três anos cada país investirá em Alcântara US$ 80 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.