Globo Cabo: euforia não é unânime

De dezembro para cá, Globo Cabo PN - ações preferenciais, sem direito a voto - tornou-se uma das principais vedetes do mercado e a principal estrela da bolsa ligada à Internet. O papel passou a ser tão negociado que já responde por 8,022% do Índice Bovespa (Ibovespa), mas ainda está longe de ser uma unanimidade entre os analistas. Para alguns, o papel - que fechou em R$ 2,86 na sexta-feira - pode atingir R$ 6,57 em 12 meses, enquanto outros entendem que a ação pode cair para R$ 2,70 em três meses. Essa disparidade mostra que o papel é uma opção arriscada.O analista de Telecomunicações da corretora Fator Doria Atherino, Vinícius Langoni, é um dos que estão otimistas em relação às perspectivas de valorização de Globo Cabo. Ele entende que a empresa é a mais bem preparada para a convergência dos segmentos de TV a cabo, acesso rápido à Internet, transmissão de dados e telecomunicações e TV interativa. Langoni destaca que a empresa alongou o perfil da sua dívida e reduziu a inadimplência, além de ter melhorado o perfil da base de assinantes da TV a cabo. Ele aposta que ela poderá crescer muito com o acesso rápido à Internet. No fim deste ano, apenas 1,5% do faturamento da Globo Cabo deve ser proveniente de atividades ligadas à rede, mas em três anos, esse número deverá crescer para 28,6%. Hoje, cerca de 94% das receitas provêm da TV a cabo.O diretor da BankBoston Asset Management, Júlio Ziegelmann, entende que o papel deve ter um desempenho semelhante ao da média da bolsa, podendo atingir R$ 3,50 em 12 meses, o que significa uma alta de 22,4%. Ele aposta que a empresa pode crescer muito por conta da Internet de alta velocidade.Valorização é artificialO diretor da Bracal Investimentos, Manuel Caldeira, tem uma visão bastante pessimista. Ele projeta que a ação pode recuar a R$ 2,70 em três meses, o que indica uma queda de 5,6%. Caldeira diz que a empresa é bem administrada e tem bom produto, mas entende que o preço da ação está exagerado. Segundo ele, o papel subiu muito pela expectativa de que a empresa se associaria a um grupo de telecomunicações, o que não ocorreu. A Telecom Italia associou-se à Globo.com, e não à Globo Cabo. Como a ação ganhou importância no índice, o papel está artificialmente valorizado, diz.O responsável pela Schroders Brasil, Beto Scretas, diz que a participação maior no Ibovespa provocou uma demanda que não se baseia em fundamentos. Segundo ele, os indicadores de mercado da Globo Cabo estão muito elevados em comparação com empresas americanas semelhantes à companhia brasileira. Quanto maior o número, menos atraente é a ação para o investidor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.