GM anuncia corte de 30 mil funcionários

A General Motors anunciou que deverá cortar 30 mil funcionários de suas fábricas a partir desse ano até 2008, como parte dos esforços para reduzir a capacidade de produção de suas unidades na América do Norte. Serão fechadas nove unidades de produção. A companhia espera que a maior parte da redução de seu quadro envolva demissões voluntárias e antecipação de aposentadorias. O número representa aumento de 5 mil em relação ao anúncio de redução em seu quadro feita anteriormente, de 25 mil. A companhia, cujas ações estão no índice Dow Jones - que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York -, prevê registrar elevadas despesas com reestruturação relacionadas às mudanças. A GM elevou sua meta de custos relacionados à redução de seu quadro de funcionários para US$ 6 bilhões até o final de 2006, de US$ 5 bilhões calculados anteriormente. A GM também prevê custo adicional de US$ 1 bilhão com redução nos gastos líquidos em matérias-primas. As informações são das agências internacionais.

Agencia Estado,

21 Novembro 2005 | 14h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.