Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

GM anuncia joint venture com FAW Group, da China

A General Motors estabeleceu uma joint venture com o FAW Group, segunda maior montadora da China em vendas, acrescentando um novo segmento de veículos à sua carteira no mercado automobilístico que mais cresce no mundo. As duas empresas terão 50% de controle da joint venture, chamada FAW-GM Light Duty Commercial Vehicle.

AE, Agencia Estado

30 de agosto de 2009 | 10h32

A FAW-GM vai fabricar caminhões e vans com a marca FAW, segundo comunicado da GM. Além disso, a nova empresa vai atuar em pesquisa e desenvolvimento, exportações e suporte após venda. O investimento total na joint venture, que possui capital registrado de 1,2 bilhão de yuans (US$ 175,7 milhões), é de 2 bilhões de yuans, segundo o comunicado.

A joint venture é um complemento importante para a linha de produtos da GM na China, afirmou Kevin Wale, presidente e diretor administrativo do GM China Group. O país asiático é responsável por 50% das vendas globais de caminhões leves e é um "foco importante" para a empresa norte-americana, disse o executivo.

A FAW-GM inclui a Ha''erbin Light Vehicle, marca controlada pela FAW, e a participação da empresa chinesa na Hongta Yunnan Automobile Manufacturing. Por meio dessas companhias, a joint venture possui duas fábricas com capacidade de produção anual de 100 mil veículos. A GM-FAW está construindo uma nova fábrica em Harbin, que vai aumentar a capacidade anual da empresa para 200 mil unidades até o fim de 2010.

A joint venture deverá vender entre 80 mil e 90 mil veículos neste ano, incluindo os que já foram vendidos até agora pela Ha''erbin e pela Hongta. A meta para o próximo ano é vender mais de 100 mil unidades. A GM e o FAW iniciaram as negociações sobre uma joint venture em janeiro de 2007. As duas empresas assinaram um memorando de entendimento em novembro daquele ano e um contrato para uma joint venture no mês seguinte, que recebeu aprovação do governo central chinês em julho deste ano. O FAW também opera joint ventures na China com a alemã Volkswagen e com a japonesa Toyota Motor. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
montadorasChinaGM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.