Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

GM busca novos clientes na internet

Empresa vai vender carros pelo site de leilões eBay

Nick Bunkley, The New York Times, O Estadao de S.Paulo

11 de agosto de 2009 | 00h00

A General Motors começa a vender carros e caminhões pelo site de leilões eBay, na tentativa de conquistar novos clientes e recuperar a participação de mercado perdida nos EUA.Essa operação envolve, inicialmente, 225 concessionárias da Califórnia, mas a GM pretende expandir a venda para todo o país em setembro. Conforme revelou no processo de recuperação judicial, no mês passado, a companhia estava com intenção de vender seus carros pelo eBay, o que levou o site a negar imediatamente qualquer parceria com a montadora, apesar de as duas empresas estarem em conversações.Assim, foi criado um portal da GM no eBay - o gm.ebay.com -, com o slogan "Nossos melhores carros. Seu melhor lance". Segundo a GM, os compradores podem oferecer um lance menor e a concessionária pode aceitar ou não. Uma primeira lista no website inclui até 20 mil veículos."Acho que vamos vender um bom número de carros nessa promoção em que o cliente jamais vê o revendedor", disse Mark LaNeve, vice-presidente de vendas nos Estados Unidos da GM. "Vamos facilitar as coisas para o cliente comprar e decidir o que pagar. Se o preço sugerido é de US$ 21 mil o cliente tem US$ 18 mil, muitas vezes ele tem vergonha de oferecer os US$ 18 mil. Mas agora você faz o negócio anonimamente online. Assim, acho que isso vai propiciar algumas oportunidades que não tínhamos antes."A GM será a primeira montadora a vender modelos novos pelo eBay, embora mais de três milhões de veículos usados tenham sido vendidos pelo website; muitos foram colocados à venda por revendedores individuais, e alguns deles também colocaram no website seu catálogo de carros novos. O programa será operado até oito de setembro. De acordo com Mark LaNeve, o prazo foi estabelecido para que se possa sentir o mercado, mas não significa que as vendas pelo eBay vão se encerrar nessa data.A parceria com o eBay é um elemento crucial dos esforços da GM para voltar a ter lucro, depois de cinco anos de grandes prejuízos, e permanecer a líder de vendas de veículos novos nos EUA. A montadora eliminou quatro das suas oito marcas, e isso poderá deixá-la atrás da Ford e da Toyota, salvo se conseguir aumentar as vendas das marcas remanescentes. Uma delas, a Cadillac, não entrou no programa de vendas pelo eBay.O novo presidente do Conselho da GM, Edward E. Whitacre Jr., prometeu que sua empresa continuará sendo a líder de vendas nos Estados Unidos, mas em requerimento às autoridades a empresa reconheceu que a eliminação de metade das suas marcas provavelmente vai reduzir suas vendas totais de modo "significativo". A empresa escolheu o Estado da Califórnia para testar as vendas online em parte porque a fatia de mercado da GM nesse Estado é de apenas 13,5%, bem abaixo da sua participação a nível nacional, que é de 19,5%.A montadora espera que o eBay, que tem 84 milhões de usuários ativos em todo o mundo, ajude a montadora a alcançar possíveis compradores, que, de outro modo, não iriam até uma concessionária GM. Seus veículos novos têm sido bastante elogiados por críticos e analistas, mas está sendo difícil conseguir que os compradores visitem os showrooms - alguns desistiram das marcas GM há décadas por causa da péssima qualidade e dos designs dos carros.Em 2008, mais de três quartos dos compradores de carros novos fizeram suas compras online, segundo estudo feito pela J.D.Power and Associates. Mas, na verdade, concluir uma venda por meio da internet ainda não é algo comum."Muitos acabam indo até o revendedor em pessoa, realizando um test-drive do carro para depois concluir a transação", disse Rob Cheney, vice-presidente da eBay Motors. "Mas, com a tecnologia da internet, muita coisa nesse processo de compra pode ser facilitada". Chesney disse que o eBay espera expandir o programa da General Motors para todo o país e que está aberto para trabalhar com outras montadoras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.