GM: Corsa e Tigra ainda podem ter recall

A General Motors (GM) ampliou o prazo para os proprietários de veículos da linha Corsa de todos os modelos e versões fabricados de 1994 a 1999 - chassis até nº OYC142043 ou chassis até nº OYR108260 -, e de todos os veículos modelo Tigra, comparecerem a um serviço autorizado Chevrolet para a instalação de reforço nos trilhos dos bancos dianteiros, na região de fixação dos cintos de segurança, próximo à alavanca do freio de mão. Sem o conserto, que é gratuito, o trilho pode ceder em um acidente, liberando o cinto de segurança. Até o último dia 16, apenas 461.296 consumidores já haviam atendido ao recall dos veículos Corsa e Tigra, o equivalente a 43,4% do total de 1.062.737 veículos a serem reparados. Entre abril e outubro do ano passado, a GM reconhece a falha no cinto em 25 acidentes no Brasil, podendo ter causado ainda mais duas mortes.Conserto é urgente, gratuito e não tem prazoO Procon-SP, órgão de defesa do consumidor ligado ao governo estadual, alerta os consumidores para a urgência em atender ao recall de produtos, principalmente quando o defeito anunciado pelo fabricante pode provocar danos físicos e até morte, como é o caso dos cintos de segurança dos veículos Corsa e Tigra. De acordo com a GM, o reforço nos cintos de segurança é necessário por existir a possibilidade, em caso de impacto, de uma das fixações do cinto de segurança vir a se soltar. Segundo a Assessoria de Imprensa da montadora, ao contrário do que havia sido divulgado pela GM em outubro do ano passado, não há data limite para que os consumidores procurem o serviço autorizado gratuitamente e solicitem as devidas reparações. Além disso, Vanessa Frias, técnica da diretoria de programas especiais do Procon-SP, lembra que está estabelecido no Código de Defesa do Consumidor como sendo direito básico do consumidor receber do fabricante um produtos que ofereça segurança à sua integridade física. É obrigação do fabricante reparar eventuais vícios do produto em qualquer tempo, caso o tenha colocado à venda com problemas de uso. CeltaAlém dos veículos Corsa e Tigra, a GM também está realizando o recall de veículos modelo Celta, fabricados em 2000 com chassis até o número 1G114666, desde novembro do ano passado, para a substituição dos conjuntos dos braços inferiores de controle da suspensão dianteira. De acordo com a Assessoria de Imprensa da montadora, o prazo para que o consumidor procure o serviço autorizado para realizar os reparos necessário também não tem limite. A montadora pretende atender a todos os consumidores. Mas, neste caso, o número de consumidores que já atendeu ao recall é bem maior. A Assessoria de Imprensa informou que 13.292 consumidores já fizeram os reparos necessários, o que representa 90,63% do universo total de 14.666 veículos com problemas.O cliente que desejar maiores informações pode recorrer ao Centro de Atendimento ao Cliente da General Motors do Brasil, pelo telefone 0800-194200 (ligação gratuita).

Agencia Estado,

19 de abril de 2001 | 20h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.