GM demite 5% no mundo em 2007 e pode rever produção

Montadora afirmou no documento que irá cortar a produção se as vendas não atingirem as expectativas

Danielle Chaves, da Agência Estado,

28 de fevereiro de 2008 | 17h34

A General Motors cortou sua força de trabalho global em 5%, para cerca de 266 mil, em 2007, em um esforço para lidar com a desaceleração da economia norte-americana, que, observou a montadora, pode reduzir "significativamente" as vendas industriais em 2008. As informações estão no relatório anual da companhia, entregue hoje ao órgão regulador do mercado de capitais americano, a Securities and Exchange Commission (SEC).A montadora afirmou no documento que irá cortar a produção se as vendas não atingirem as expectativas. A GM disse que planeja fabricar 965 mil veículos no primeiro trimestre na América do Norte, cerca de 9% abaixo do volume do mesmo período do ano passado.Em 2007, a GM registrou a maior perda anual da sua história, de US$ 38,7 bilhões, em maior parte devido a encargos de US$ 38,6 bilhões no terceiro trimestre com baixas contábeis. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
GM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.