GM deve listar ações nas bolsas de NY e do Canadá, diz fonte

Com oferta, montadora deseja quitar parte da ajuda financeira recebida pelo governo norte-americano

Reuters,

18 de agosto de 2010 | 10h52

A General Motors irá listar seus papéis nas bolsas de Nova York e de Toronto após a oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês) da companhia, afirmou nesta quarta-feira uma fonte próxima ao assunto.

A oferta, que tem por objetivo quitar parte da ajuda financeira que a montadora recebeu do governo, tem sido chamada de "Projeto Alvorada", segundo a fonte, que pediu anonimato.

O número de ações a serem emitidas pelos governos dos Estados Unidos, do Canadá e de Ontário, pelo sindicato United Auto Wrokers e por outros acionistas não foi determinado, acrescentou a fonte.

Outras fontes informaram anteriormente à Reuters que a oferta pode resultar em US$ 20 bilhões, o que representaria um dos maiores IPOs no mundo.

O Tesouro dos EUA planeja vender cerca de 20% das 304 milhões de ações da GM que detém, reduzindo sua participação na montadora para menos de 50%, segundo fontes.

Atualmente, o governo norte-americano possui quase 61% da GM, após realizar aporte de US$ 50 bilhões para resgatar a montadora no ano passado. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.