GM está perto de acordo para vender a Saab

A General Motors Corp.(GM) está perto de fechar um acordo para venda da Saab, sua unidade sueca, revelou hoje uma fonte informada sobre as negociações.

AE-AP, Agencia Estado

11 de junho de 2009 | 18h12

Enquanto isso, a rede sueca SVT noticiou que a montadora de carros esportivos de luxo Koenigsegg Automotive AB e investidores noruegueses estão planejando comprar a Saab. A fonte não quis revelar a lista final de interessados na Saab, mas disse que notícias virão "em breve", talvez amanhã. "O processo está bem encaminhado", afirmou a fonte, que pediu anonimato.

Sem identificar suas fontes, a SVT disse que a Koenigsegg e um grupo não identificado de investidores assinou uma declaração de interesse em comprar a Saab.

Gunilla Gustavs, porta-voz da Saab Automobile na Suécia, se negou a fazer comentários sobre o assunto, dizendo que a Saab não fará nenhum comunicado oficial enquanto o processo de venda não estiver concluído. "Não tenho nenhuma informação com relação ao prazo disso", afirmou. Gunilla acrescentou, porém, que acredita que o processo está, sim, nos estágios finais.

A Saab entrou com o pedido de proteção contra credores em 20 de fevereiro em um esforço da GM para cindir ou vender a unidade. No mês passado, a empresa confirmou que três interessados em comprá-la permaneciam no processo e que a expectativa era de concluir o negócio até o final de junho.

Na ocasião, os três interessados na disputa pela Saab eram a Koenigsegg; a Renco Group Inc., empresa de private equity, e o Merbanco Inc., grupo de investidores de Wyoming (EUA).

Pela manhã, o governo sueco disse que havia designado o Swedish National Debt Office - agência independente do Ministério das Finanças da Suécia - para iniciar as negociações com a Saab sobre garantias de empréstimos com o Banco de Investimento Europeu. Em comunicado, Joran Hagglund, do Ministério do Desenvolvimento Sueco, disse: "Tínhamos afirmado que quando tiver um novo dono para a Saab, a agência independente seria designada para negociar garantias de empréstimos. Diante da decisão de hoje, estamos bem preparados para isso".

O governo não forneceu mais detalhes sobre o processo de venda da Saab e não irá fazer comentários sobre as notícias de hoje, mas alguns observadores do mercado dizem que o movimento pode indicar que a venda está próxima.

A GM, de Detroit (EUA), entrou com pedido de concordata em 1º de junho e já declarou que pretende vender as marcas Saturn, Hummer, Pontiac e Saab para se concentrar em suas quatro marcas principais: Chevrolet, Cadillac, Buick e GMC.

Na semana passada, a GM anunciou ter encontrado um comprador para a Hummer, a chinesa Sichuan Tengzhong Heavy Industrial Machinery, e que a Penske Automotive Group iria comprar a marca Saturn. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
GMSaab

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.