GM estende fechamento de fábricas e eleva preços

Para ampliar seus esforços no sentido de evitar uma queda mais abrupta nas vendas de picapes e veículos esportivos utilitários (SUVs, na sigla em inglês), a General Motors planeja estender o período de fechamento de suas fábricas no verão na América do Norte. A GM também anunciou que pretende oferecer mais incentivos para vendas, com o objetivo de acabar com os estoques de veículos grandes.Outra medida adotada pela companhia será aumentar os preços dos modelos 2009 em 3,5% em média, equivalente a US$ 1 mil por veículo, para ajudar a cobrir os crescentes custos das matérias-primas (commodities), dos conteúdos adicionais dos veículos e da tecnologia para economizar combustível.A GM afirmou que vai fechar seis fábricas por uma semana além do padrão já conhecido no verão, de duas semanas. Para algumas unidades, o período de fechamento será ainda maior. No caso da fábrica de Janesville, por exemplo, estão programadas cerca de 10 semanas adicionais de fechamento.Ao mesmo tempo, a GM afirmou que vai aumentar a produção de carros e crossovers, por meio do aumento do período extra de trabalho em três de suas fábricas na América do Norte. "Nós estamos continuando e vamos continuar respondendo à mudança do perfil do consumidor em relação a picapes e SUVs", declarou o porta-voz da empresa, Chris Lee.Além dos cortes de produção de picapes e SUVs, a GM está sendo forçada a aumentar os incentivos para venda. A companhia anunciou hoje uma liquidação de veículos que começa amanhã e vai até 30 de junho. Os consumidores poderão obter financiamentos de 72 meses sem juros ou mais de US$ 7 mil de desconto em veículos como o Chevy Silverado. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.