coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

GM inicia programa de transferência e adia PDV em São José

A General Motors do Brasil ofereceu nesta segunda-feira mais uma opção aos trabalhadores antes de iniciar as demissões de 960 funcionários previstas até o fim de julho na fábrica de São José dos Campos (SP). A montadora abriu um programa de transferência para outras unidades do grupo e também prorrogou, pela terceira vez, um pacote de demissões voluntárias (PDV). Até agora há 164 inscritos.Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de São José, a nova oferta foi apresentada em reunião entre as partes nesta segunda-feira. Ao mesmo tempo em que anunciou 960 cortes no interior de São Paulo, a GM anunciou 970 contratações em Gravataí (RS), para o lançamento de um modelo derivado do Celta. A unidade de São Caetano do Sul também pode ser uma opção.De acordo com o sindicato, as transferências valem para o pessoal da produção e da área de engenharia, mas em alguns casos haverá processo de seleção e, em outros, o contrato atual será rescindido e haverá nova admissão. A GM não comentou o assunto.Na Volkswagen, onde há ameaça de quase 6 mil demissões até 2008, sindicalistas e representantes da empresa vão se reunir na terça-feira, às 6 horas, em São Bernardo do Campo, para mais uma rodada de negociações. A montadora espera concluir um acordo com os trabalhadores até o dia 30.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.