GM investe R$ 350 milhões em fábrica de motores em Santa Catarina

A General Motors oficializou ontem a construção de sua segunda fábrica de motores no País, na cidade de Joinville (SC), um investimento de R$ 350 milhões. A produção começará no fim de 2009 e a capacidade inicial será de 120 mil motores e 50 mil cabeçotes anuais. "O mercado deve exigir mais", já prevê o presidente da GM do Brasil e do Mercosul, Jaime Ardila. Serão criados 500 empregos diretos e 1, 3 mil indiretos. Ardila disse também que, em três meses, a GM iniciará o trabalho de cabotagem com a inauguração, no Porto de Suape (PE), de um centro de distribuição de veículos para o Norte e Nordeste. Inicialmente, cerca de 40 mil veículos devem fazer o caminho marítimo até Suape.Ardila prevê que este ano a GM terá aumento de 15% a 20% nas vendas, para 600 mil veículos. A partir de 2009, disse ele, o aumento do mercado ficará entre 5% e 10%. "O crescimento da indústria ficará mais próximo do crescimento econômico".Para atender à demanda, a fábrica de São Caetano do Sul (SP) vai abrir um terceiro turno em maio. Em Gravataí (RS), estuda-se o terceiro turno e em São José dos Campos (SP) há três turnos na fabricação de motores e estuda-se o segundo turno para veículos.Para este ano, Ardila prevê a fabricação de 1 milhão de motores nas fábricas do grupo no Brasil e na Argentina. Em Joinville, serão feitos motores 1.0 e 1.4, mas a expectativa é que, em três anos, um motor com nova potência passe a integrar a família. Do governo de Santa Catarina e da Prefeitura de Joinville a GM conseguiu diferimentos e isenções de taxas e impostos. A fábrica será instalada às margens da BR-101 em terreno adquirido pela própria GM.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.